"Padrinhos" vencem Meia Maratona de Belmonte

A quinta edição da Meia Maratona de Belmonte foi dominada pelos padrinhos da prova. Paulo Gomes repetiu a vitória alcançada na primeira edição em 2015 e Inês Monteiro venceu pelo segundo ano consecutivo. Uma prova de atletismo marcada pelo intenso calor que afectou o rendimento dos atletas.

Paulo Gomes, natural de Celorico da Beira, correu com as suas armas e revelou que "a vila de Caria é localidade talismã onde habitualmente lanço o meu ataque". Com 46 anos de idade, o atleta ao serviço do Grupo Desportivo de Guilhovai (Ovar) foi o vencedor da Meia Maratona de Belmonte.

No sector feminino, Inês Monteiro revalidou o triunfo. A atleta do Sporting Clube de Portugal vem de uma lesão, "contava não correr" mas acabou por competir, um treino com vista a preparar o seu grande objectivo a médio prazo que passa "pela presença nos Jogos Olímpicos em 2020". Pelo segundo ano consecutivo a atleta natural do concelho da Guarda venceu a Meia Maratona de Belmonte e este ano na qualidade de madrinha da prova.

Esta quinta edição contou com cerca de 700 participantes nas várias provas: Meia Maratona (21097 metros), Mini Maratona (8500 metros) e Caminhada (5300 metros).

Na Mini Maratona, Ricardo Opinião foi o primeiro a cortar a meta. O atleta do CCD Leões da Floresta da Covilhã destacou também "a dureza da prova devido ao calor". No segundo lugar da Mini Maratona terminou um atleta do concelho de Belmonte. Filipe Guerra, ao serviço do CCDR de Colmeal da Torre, revelou que "foi uma prova muito exigente" e está a regressar "depois de um ano muito difícil". Filipe Guerra espera dar "mais pódios" ao clube de Colmeal da Torre que representa. No sector feminino, Rita Mestre, do Estrela Campo de Aviação Futebol Clube da Covilhã, foi a primeira a cortar a meta na Mini Maratona.

Mais uma vez, pouco ou nenhum público marcou presente na meta no Estádio Municipal de Belmonte o que leva a Câmara Municipal de Belmonte a equacionar a mudança da meta para o centro da vila (Castelo ou nova Praça das Descobertas), uma possível alteração que será abordada futuramente com a organização. A alteração do horário da prova poderá também ser equacionada na próxima edição, como salientou o presidente da Câmara de Belmonte. Uma das novidades desta edição prendeu-se com a instalação de um ecrã junto à meta, mas que acabou por ser apenas decorativo, tendo em conta que. devido a um problema técnico. não foi possível a transmissão directa da prova.