“Já não era sem tempo”

Foi desta forma que o presidente da Câmara Municipal de Belmonte classificou a abertura do concurso para a primeira fase das obras de requalificação do edifício da Câmara Municipal de Belmonte.

António Dias Rocha afirma que “este edifício precisava destas obras. Quem cá está a trabalhar precisava de ter melhores condições do que tem, e aqueles que precisam de cá vir também terem melhores condições nos serviços que lhes são prestados. Estou convicto que, com o projecto que vi e com as obras que vamos fazer, vamos servir melhor quem nos procura e dar melhores condições aos nossos funcionários, o que é muito importante”.

A primeira fase do projecto terá um prazo de execução de 120 dias, para um investimento de cerca de 300 mil euros, com uma comparticipação do Estado de cerca de 150 mil euros, no âmbito do Programa de Beneficiação de Equipamentos Municipais. O objectivo passa sobretudo por alterar o interior do edifício, tornando-o mais funcional.

Numa segunda fase do projecto, será aberto concurso para a modernização administrativa, para troca de material de escritório, rede internet, electricidade e comunicações, com um custo de cerca de 160 mil euros.